Sobre os noivos

Pra você guardei o amor

Era uma vez....brincadeira, mas bem que essa história poderia começar da forma como começam todas as que merecem um final feliz. Era o ano de 2002, quando um primeiro dia de aula em uma nova escola prometia ser tão embaraçoso e passageiro quanto qualquer outro. Na época os dois não perceberam, e como podiam ? Mas naquela manhã a vida começava a plantar sementes que dariam origem ao mais belo jardim de suas almas.

 É verdade que o destino teima em ser mais difícil de decifrar do que gostamos de admitir, e nesse sentido, aquela menina cheia de alegria e aquele menino um tanto tímido se cruzaram nos corredores barulhentos de uma escola por longos 6 anos. 

"Mas espera um pouco, todos esses anos e esse bobão nunca nem pra chamar a menina pra ver Senhor dos Anéis no Downtown ou ao menos dividir um salgado na cantina do recreio...?" 

Pois é caro leitor, não há uma só noite no último ano que ele não se faz a mesma pergunta...na verdade a faz nesse exato momento, enquanto escreve palavras que por mais que tente nunca serão capazes de refletir a grandeza de seu amor.

Pois bem, o tempo passou. Ela se formou em Direito e estudiosa como é, resolveu entrar para a Escola de Magistratura. Já ele tinha uma maneira engraçada de enxergar o mundo, mais leve do que realmente é, e decidiu se tornar oftalmologista. E o olhar daquela menina que por tantas vezes passou pelo seu, entre uma aula e outra de uma época agora distante, estava prestes a invadir sua vida para nunca mais sair. 

"Finalmente, achei que essa parte não ia chegar nunca...!"

Quase quatorze anos depois, daquele primeiro dia da sexta série, o destino mostrou o quão complexo e perfeito pode ser. 

No primeiro reencontro planejaram sair para jantar e depois tentaram ir ao cinema, estavam ansiosos. Mas foi quando a noite já estava querendo terminar, e os dois sentados em um banquinho perto da casa dela, que finalmente sozinhos conversaram...pois é conversaram, sobre seus gostos, seus medos e seus sonhos...conversaram sobre a vida que tiveram, e no fundo, sabiam que naquele despretensioso banquinho de madeira todos aqueles anos estavam finalmente começando a fazer sentido.

"E aí, agora que a história está ficando boa, o que aconteceu...?"

Bem, essa parte da história, que eu gosto de chamar de felizes para sempre, pode ser acompanhada e dividida com cada um de vocês, mais que um prazer... é um privilégio. 

E querem saber do melhor ? Eu reservei o melhor lugar da cerimônia. Eu, o garoto ainda tímido admirando a menina mais linda, que agora, posso chamar de minha esposa.